CASOS CLÍNICOS
Olhamos
por si

Sorria, o verão chegou!

Sinais e sintomas de DTM

Tudo o que precisa de saber sobre o método de sedação consciente!

Prevenir o AVC é uma urgência!

Conheça as causas do mau hálito

Desde sempre que o mau hálito é um problema para muitas pessoas. Saiba como evitar.

Os odores oriundos da cavidade bucal ou através da respiração são um problema desde há 3,5 mil anos. O primeiro médico a tentar resolver foi Hipócrates que prescreveu um bochecho de vinho com ervas aromáticas para melhorar o hálito e um jovem fabricante de cosméticos na velha Roma ficou riquíssimo quando inventou e começou a produzir a essência de hortelã para melhorar o hálito.
Como ocorre?
Cerca de 60% da população mundial tem ou teve mau hálito. Uma das causas básicas de mau hálito, ou halitose está relacionada com molhos picantes que usamos na nossa alimentação.
Mas 90% daquele “bafo repulsivo” que muita gente tem procede dos resíduos alimentares daquilo que comemos durante o dia, sem que tenhamos acesso ou tempo para escovar os dentes, após cada refeição.
Outra das principais causas é amigdalite caseosa, ou seja, uma patologia crónica provocada pelo acúmulo de alimentos nas criptas (buracos) das amígdalas, que causam uma sensação frequente de irritação ou desconforto na garganta, além de mau hálito. A cirurgia é aconselhada para estes casos.

O que fazer para evitar o mau hálito?

– Escovar os dentes sempre que puder, principalmente após as refeições. Passar o fio dental e bochechar com bicarbonato de sódio;
– Gaguejar para lavar a parte inferior da língua;
– Para aumentar a produção de saliva na boca, mascar uma pastilha sem açúcar;
– Ter uma alimentação rica em cenouras, maça e outros alimentos fibrosos;
– Beber muita água e visitar o dentista pelo menos duas vezes por ano.

JUNTE-SE A NÓS

NEWSLETTER

Contamos com os profissionais especializados para o ajudar.